Muitas pessoas, que ainda não me conheceram direito, acham que sou day trader, por incrível que isso possa parecer. 

Outras, acham que sou buy and holder, o cara que compra uma ação e pode passar anos com ela na carteira. 

Outras acham que acompanho as notícias para operar na bolsa de valores.

Vejo que há muitas dúvidas sobre minhas operações na bolsa e sobre qual a melhor forma de se ganhar dinheiro nesse mercado, por isso resolvi fazer esse email aqui.

Ah, sobre o que significa ganhar dinheiro, vai de cada um…Pra mim, é qualquer coisa acima da renda fixa.

Tou no mercado pra uma coisa, bater a renda fixa consistentemente. O que vier além disso é lucro.

O bate papo que a gente vai começar agora é para falar sobre as diferenças entre o day trade, o swing trade, position trade e o trend following (a pessoa que compra uma ação e segue uma tendência, surfa uma alta ou uma baixa, e ganha dinheiro enquanto o mercado estiver subindo forte ou caindo forte).

O meu foco, na minha conta real, nos meus vídeos diários e no estratégias vencedoras, é sempre operar a favor da principal tendência do mercado e surfar grandes movimentos de alta, obtendo grandes lucros nestas operações, perdendo pouco quando eu estiver errado. Por isso, sou considerado um seguidor de tendência, um trend follower.

Beleza até aqui? então vamos botar os pingos no is…

Não sou daytrader.

Não tenho perfil para isso. Não quer dizer que você não deva ser, apenas não é minha praia.

Não consigo usar margem, pegar dinheiro emprestado para operar, nem tenho espírito para alavancar, operar muito acima do meu capital em conta. 

Sobre alavancagem, é o seguinte… 

Existem algumas operações na bolsa onde você pode movimentar 10, 20, 30 vezes ou mais, o capital que você tem na sua conta na corretora.

Suponha que você só tenha 1 mil reais em sua conta.

Se você fosse comprar 1 mil reais de ações e quisesse dobrar seu capital, teria que comprar ações com alto potencial de crescimento, que subisse 100% em poucos dias ou semanas.

Como não se acham ações assim todos os dias, com boa liquidez e baixo preço nominal, algumas pessoas partem para operar ações de baixíssima liquidez, com preços nominais abaixo de 1,00, são os famosos micos, ou partem para operar no mercado futuro.

Neste último mercado, elas operam mini-índice, dólar, milho, boi e outros derivativos. 

Vamos ao exemplo do mini índice ibovespa. Com apenas 1 mil reais você pode operar, apenas como exemplo, 10 mil reais.

Aí fica lindo, né? Se a bolsa subir 10%, você ganha 10% dos 10 mil reais que você tá operando. Nesse caso, você tem 1 mil na conta e acaba de ganhar mais 1 mil no mercado futuro. Parabéns, você é trader :-), dobrou o capital.

Mas se a bolsa cair 10%, você perde 10% de 10 mil reais, ou seja, perde 1 mil reais. Nesse caso, você quebrou, perdeu tudo que tinha na corretora. Aqui é a hora que a porca torce o rabo, como se diz em alguns lugares do Brasil. O trader não sabe se investe mais ou se desiste da bolsa.

Só avisando que você pode fazer essas operações durante o pregão, ganhar com pequenas movimentações de preços com muitos contratos, muitas vezes. Claro que, com o passar do tempo, não vai dar para operar 1 milhão de reais, regra geral, no day trade, mas isso é papo para o futuro.

O importante aqui é focar na parte ruim da alavancagem, que é a possibilidade de perdas gigantescas, se a operação for contra você.

Alavancar não é pra todo mundo e ter sucesso como day trader, ganhar 300 reais por dia, é apenas para 5% da população, segundo inúmeras pesquisas de mercado.

Em seu trabalho de 2011 “O comportamento de investidores individuais”, os professores Brad M. Barner e Terrance Odean, da Universidade da Califórnia, revelaram que os investidores individuais que negociavam ativa e especulativamente, sem portfólios diversificados, geralmente perdiam dinheiro com o passar do tempo.

Aqui no Brasil, Os pesquisadores da FGV Fernando Chague e Bruno Giovannetti analisaram dados de 2012 até 2017, onde foram monitoradas 19.696 pessoas que começaram a operar com day trade. 

E desse grupo pesquisado, apenas 13 pessoas, ou 0,8% do grupo, tiveram lucro médio diário acima de R$ 300.

Ou seja, muitos se iludem com a possibilidade do lucro fácil e partem direto para esse mercado, sem ao menos entender como as coisas funcionam.

Claro que os poucos traders que conseguem ter sucesso nesse mercado são muito experientes, fazem uso de estratégias de gerenciamento de risco e usam o stop de forma fria. Mas vamos combinar que isso não é para iniciantes. Para se chegar a ter sucesso como day trader, muitas vezes, passam-se anos de estudo e prática.

Ah, mas Alexandre, eu sou uma pessoa diferenciada, sempre me dei bem em tudo que fiz na vida…

Sim, pode ser, mas as estatísticas não mentem, estão aí para provar que é muito mais fácil ganhar dinheiro seguindo tendência do que fazendo day trade.

Não tou dizendo que seja impossível, apenas tou dizendo que ser day trader é mais difícil e que nem todos possuem tempo disponível para passar horas colado no computador, durante o dia. Ao menos esse não é o meu caso, nem o da maioria.

Você pretende abrir mão do seu emprego, sua empresa, seu consultório, para ficar colado na tela do computador metade do dia? Se sim, então sugiro que estude muito e comece com pouco. Caso contrário, fique por aqui mais alguns dias, que vou te mostrar como seguir tendências pode fazer bem para o bolso e para o espírito.

Ainda sobre o day trade…

Conheço muito bem os riscos dessas operações, já fui day trader manual, e já vi muita história de pessoas que se iludiram e perderam muito dinheiro alavancando, achando que dominava o mercado. 

Nesse momento você pode até pensar que sou fraco por não ser day trader manual, mas a verdade é que sou velho, são mais de 15 anos operando quase tudo nesse mercado. 

Se tem uma coisa que o tempo traz para os mais velhos é a certeza que ele tem daquilo que ele gosta e daquilo que ele não gosta. E eu não gosto da vida que o day trader leva, ou não tenho energia pra isso.

Acho que já passei pelas famosas fases do traders e fiquei vivo, apesar de tudo, para contar minha história e te ajudar a não passar pelas mesmas coisas que passei.

Por falar nisso, você conhece as 3 fases de um operador da bolsa? 

Na primeira fase, o trader iniciante chega por aqui, me manda um email  me dizendo que não quer ganhar muito nesse mercado, 50% ao mês já são suficientes. Como ele tem os mil reais, ele só quer 500 reais no primeiro mês, 750 no segundo, e assim por diante.

Aí ele começa a operar, alavancar, seguir alguns gurus do daytrade, e acaba perdendo seu capital inicial e depositando mais dinheiro na conta. Aí ele vai aumentando as posições, acertando algumas operações, errando outras, passando o dia inteiro nos fóruns e chats de day trade, ouvindo dicas de especialistas e vivendo a magia do sonho de viver de bolsa.

Em algum momento da vida, alguns desses operadores, infelizmente, se dão conta que aquilo não é para eles, depois de perderem tudo que investiram, e saem da bolsa. É triste, mas é o que acontece.

Outros se dão conta que o seu capital é o mesmo e desistem daqueles lucros de 50% ao mês e buscam retornos menores.

Eles acabaram de entrar na segunda fase do trader. 

A pessoa viu que não dá pra fazer 50% de forma fácil e consistente, mês após mês, e chega à conclusão que só quer ganhar 3% ao dia, fazendo day trade. A meta é essa, ele diz, faço 3%, desligo o computador e vou curtir a vida.

Depois de algum tempo, ele nota que também não consegue fazer 3% ao dia. Ajusta a meta para 300 reais por dia e continua tentando. Mais dia, menos dia, vê que perdeu mais do que ganhou, continua operando e começa a pensar na vida.

Aí depois nota que não compensa ficar o dia todo na frente do computador, que essa história de não ter chefe não é tão simples assim, pois vira quase escravo das notícias e do gráfico. Para de focar em ganhar dinheiro e resolve focar em não perder dinheiro no mercado. Para ele, só de empatar já tá valendo.

Quando essa fase chega, ele tende a focar em sua profissão, na sua carreira fora do mercado, e começa a operar pela análise técnica, no gráfico diário ou semanal, e/ou pela análise fundamentalista.

Nesse momento, o trader envelheceu, amadureceu, e está pronto para ganhar dinheiro de forma consistente no mercado, sem abrir mão da sua qualidade de vida.

Claro que, só pra deixar claro, existem day traders vencedores. 

Longe de mim demonizar o day trade. O objetivo aqui é te dizer por que fazer day trade manual, sem ajuda de robôs, não é pra mim.

Outra coisa…

Operar day trade pode causar, como já falei aqui, um estresse emocional muito grande, por ter que ficar monitorando o mercado a todo tempo, e essa tensão pode interferir nas suas relações com amigos e familiares. Não são raras as histórias de divórcios por causa de grandes perdas na bolsa.

Além disso, ainda tem aqueles que tentam operar no meio do seu expediente, em seus empregos formais, por incrível que isso possa aparecer. Nesse caso, nem a pessoa foca na sua profissão, nem foca nas operações. A tendência é que seja, no longo prazo, um profissional medíocre e um day trader perdedor.

Já as operações de swing não dependem muito da margem (você não precisa usá-la, se não quiser). Isso não significa que ser swing trader seja operar sem riscos, mas há, relativamente, menos chances de se perder dinheiro, se você aplicar as regras de gerenciamento de risco e capital vistos no EV.

Veja bem, não tou dizendo aqui que o swing trader vai ser um excelente profissional e um vencedor na bolsa, apenas falei que, estatisticamente, a maioria dos day traders tendem a serem perdedores no longo prazo.

Já o seguidor de tendência, o trend follower, pode ficar dias, semanas ou meses, comprado ou vendido em uma ação, ganhando com a alta ou com a queda da bolsa, sem ter que se estressar com o sobe e desce do mercado.

Ele, apenas, precisa ver suas ações uma vez por dia, com o pregão fechado. Isso tira de suas costas o peso de ter que tomar decisões rápidas, o que pode aumentar as chances de uma decisão correta.

Veja bem, ele só precisa ver se a tendência ainda é de alta ou de baixa e analisar se é necessário alterar alguma ordem no home broker.

Viu como é inteiramente possível lucrar com as operações de swing ou seguidores de tendência num prazo maior, sem ter que abrir mão do seu emprego ou profissão?

Essa flexibilidade torna essas operações uma excelente opção para pessoas que desejam operar na bolsa, surfar uma grande onda de alta e lucrar na bolsa, sem ter que dedicar a vida inteira ao mercado.

E tem mais…

Os day traders competem com fundos de hedge, traders de alta frequência e outros profissionais do mercado. Se você quiser competir com essas instituições de igual pra igual ou quase isso, terá que ter um plataforma operacional de última geração, uma internet de banda larga muito top e ainda tentar operar perto dos servidores da Bolsa, em São Paulo capital, para que as ordens sejam realmente enviadas e executadas no melhor time e preço.

Por outro lado, operações de swing trade podem ser executadas sem todo esse aparato tecnológico e, mesmo assim, tendem a serem lucrativas no longo prazo.

Para isso, basta um computador / laptop padrão, uma internet mais ou menos e algumas ferramentas de negociação convencionais, como o gráfico da tradingview. Pronto, isso é tudo que você precisa para começar a negociar com swing trade ou operar tendências de longo prazo.

E como fica a questão da ansiedade?

Gosto de fazer algumas perguntas a meus alunos do estratégias vencedoras, já que alguns deles vieram do day trade. 

Nas respostas que ouço, é quase batata que vou ouvir alguém falando que a falta de controle emocional, a ansiedade, foi um dos principais motivos de ter abandonado operações manuais do intradiário.

Isso faz muito sentido.

Como você provavelmente já sabe, ser day trader pode ser altamente estressante. 

Você tende a monitorar as suas posições minuto a minuto. Por isso, você deve possuir um alto grau de disciplina, tomar decisões rápidas e ter mais do que uma compreensão superficial dos mercados. Afinal, você está enfrentando profissionais de finanças corporativas que ganham a vida com isso.

As estratégias usadas nas operações de swing e trend following vistas no EV são capazes de fazer, se você se dedicar aos estudos, ao menos 30 minutos por dia, com que até pessoas que não sabem nada sobre finanças possam ter sucesso nesse mercado.

Mas cuidado, não tou aqui dizendo que é “mais fácil”. Porém, se você não estiver no momento ideal para se comprometer com o mercado em tempo integral, fazendo day trade, as operações de swing são, em minha opinião, a melhor opção, e a menos arriscada, para se começar na bolsa e permanecer por um bom tempo operando nesse mercado.

Espero que esse longo e-mail tenha esclarecido as suas dúvidas.

No Estratégias Vencedoras, eu compartilho como faço para escolher os melhores pontos de compra e de venda das ações e de algumas criptomoedas, seja como swing trader ou como um seguidor de tendências.

E se você quiser operar de forma lucrativa na bolsa, mas não possui uma sólida formação em finanças e trabalha em tempo integral, sua melhor opção é aprender a operar como swing trader ou seguidor de tendência. É esse o resumo do email.

Eita que escrevi muito hoje 🙂

Mas foi legal.

A gente vai se falando…

Alexandre Vounabolsa

Cursos gratuitos 
http://www.vounabolsa.com.br/

Vounabolsa Educação Financeira